Skip to main content

Selênio orgânico: fundamental na qualidade e viabilidade espermática de suínos

Pesquisadores têm estudado o impacto da nutrição na reprodução de suínos, bem como seus benefícios na puberdade, melhoria da libido, do vigor sexual e no desenvolvimento e manutenção das glândulas endócrinas¹.

Levando em consideração o alto custo do material genético, é imprescindível que busquemos uma maior vida útil do reprodutor suíno, que é muita curta, variando em torno de três anos.  Apesar de curta, a contribuição deste pode gerar de 7.000 a 9.000 descendentes por ano ou mais.  Problemas como o excesso de peso e os problemas gerados em virtude deste, como defeitos de aprumo e a baixa libido, acabam impactando em descarte do animal. Na tentativa de reduzir este problema é que a nutrição tem se feito cada vez mais atuante, buscando minimizá-los e até mesmo evitá-los a partir da formulação de dietas que permitam maior longevidade e fertilidade destes animais.

Uma das práticas adotadas para conferir a qualidade do suíno é a  avaliação da qualidade espermática, realizada através de análises, tais como concentração, morfologia e motilidade espermática. Porém, estes métodos têm suas limitações, uma vez que não permitem verificar a integridade do espermatozoide em sua totalidade². A integridade deste é de suma importância na manutenção da capacidade fértil, uma vez que é responsável pela homeostase celular, exercendo papel na sobrevivência do espermatozoide no trato reprodutivo da fêmea³.

 

Importância dos microminerais

Diante deste cenário, a suplementação com microminerais deve ser considerada, uma vez que eles exercem efeitos benéficos sobre a função reprodutiva de machos e fêmeas e, portanto, despertaram grande interesse de inúmeros pesquisadores nos últimos anos, visando adquirir uma melhor compreensão de sua função e suas diferentes fontes nas dietas de animais4.

Dietas inadequadas para reprodutores suínos reduzem a motilidade espermática e aumentam as anormalidades morfológicas, principalmente as relacionadas à peça intermediária (mitocôndrias), havendo menor concentração de ATP e menor atividade da enzima glutationa peroxidase (GPx).5

Estudos têm demonstrado que machos que consomem dietas com baixo teor de selênio produzem espermatozoides com baixa motilidade e anormalidades aumentadas6. A causa subjacente dessa reduzida qualidade espermática não é conhecida, mas pode ser o resultado de um desenvolvimento anormal durante a espermatogênese7. Esse problema pode estar relacionado à atividade da enzima glutationa peroxidase, dependente de selênio, que é importante para preservar a integridade estrutural da membrana plasmática do esperma8. Ela também é capaz de neutralizar espécies reativas de oxigênio (EROs) e, portanto, fornece um importante mecanismo de proteção contra a peroxidação lipídica para espermatozoides em desenvolvimento e maduros9. Particularmente, a célula espermática do suíno contém glutationa peroxidase e α-tocoferol, o que indica que ambos têm importância na prevenção de danos oxidativos.

A membrana plasmática do espermatozoide é rica em ácidos graxos poli-insaturados (PUFA), alvo de radicais livres, o que enfatiza adicionalmente o significado da proteção oferecida.

Além disso, sabe-se que o selênio é um micromineral essencial necessário para a reprodução e o crescimento embrionário. Ele também é fundamental para a biossíntese de testosterona, bem como para a formação e desenvolvimento de espermatozoides10.

Uma pesquisa11 mostrou que a suplementação com selênio orgânico ajuda no aumento de doses seminais e reduz o custo médio da dieta, demonstrando ser rentável. Estudos anteriores demonstraram ainda que reprodutores que recebiam dieta com uma fonte orgânica de selênio, quando comparado com aqueles que recebiam selênio inorgânico na dieta, apresentaram uma concentração espermática significativamente maior12 e também maior número de espermatozoides totais por ejaculado13.

O mecanismo pelo qual o selênio aumenta o número das doses seminais ainda é amplamente desconhecida; no entanto, alguns mecanismos moleculares foram propostos. O selênio desempenha um papel na regulação da proliferação e diferenciação das células germinativas no testículo. Por isso, sugere-se que seu papel não é limitado apenas como antioxidante (GSH-Px) ou como componente estrutural da bainha mitocondrial do esperma14. Foi demonstrado que, além de ser envolvido na formação de espermatozoides, o selênio também é necessário no metabolismo normal da testosterona e na manutenção de morfologia testicular.

Outro ponto que merece destaque é que a glutationa peroxidase foi encontrada em estreita relação com o retículo endoplasmático liso nas células de Leydig15. Também é possível que a via metabólica da testosterona biossíntese precise de proteção contra peroxidação, sendo afetada por uma diminuição na atividade dessa enzima16. Outro estudo17 revelou ainda que a suplementação com selênio orgânico em relação ao inorgânico afetou a qualidade do sêmen. Além disso, o selênio orgânico melhorou a motilidade progressiva dos espermatozoides e aumentou sua resistência nos testes hipo-osmóticos e termais.

 

Conheça o Sel-Plex, o selênio na forma orgânica da Alltech

O Sel-Plex é uma levedura de cepa específica de Saccharomyces cerevisiae enriquecida com selênio pelo processo de biossíntese, que funciona da seguinte maneira: geralmente as leveduras permitem a entrada de enxofre dentro de suas moléculas, porém as semelhanças químicas entre o enxofre e o selênio levam a levedura, assim como as plantas, a incorporar selênio no lugar do enxofre durante a formação das proteínas, principalmente onde estão envolvidos aminoácidos sulfurados como metionina, formando as selenoproteinas, entre elas selenometionina, selenocisteína, etc. Sendo assim, o selênio contido no Sel-Plex é o mesmo encontrado nas plantas, sendo mais biodisponível e, consequentemente, melhor absorvido pelos animais. O selênio que não é “utilizado” pelos animais em um primeiro momento, é armazenado nos tecidos para atender necessidades posteriores.

E mais: além dos resultados na saúde do animal, a inclusão de selênio orgânico da Alltech na dieta melhora o custo-benefício da suplementação mineral, já que acarreta melhoras em desempenho e na qualidade da carne, além de reduzir impactos ambientais.

 

Bibiliografia

¹ (Close & Cole, 2001).

² (De Andrade et.al.; 2007)

³ (Õura; Toshimori, 1990)

4 (Kiefer, 2005)

5 (Marin – Guzman et. al., 1997)

6 (Hansen e Deguchi, 1996; Maiorino et al., 1999)

7 (Behne et al., 1996)

8 (Wu et al., 1979)

9 (Drevet, 2006; Storey, 2008)

10 (Behne et al., 1996)

11 (Speight et al., 2012)

12 (Marin-Guzman et al., 1997; Jacyno et al., 2002; Lopez et al., 2010; Martins et. al., 2011)

13  (MarinGuzman et al. 1997; Jacyno et al., 2002; Maritins et. al., 2011)

14 (Shalini e Bansal, 2006)

15 (Murakoshi et al., 1983)

16 (Behne et al., 1996)

17 (Petrujki´c et. al., 2014)

 


Dúvidas ou comentários? Entre em contato conosco: