Skip to main content

Melhores regiões do Brasil para produção de trigo

Variedades de trigo atingem produção de 9t/ha em algumas áreas

Regiões com grande quantidade de chuva e dias mais longos apresentam melhor desenvolvimento das cultivares. Segundo pesquisa realizada pela Embrapa Trigo, o Cerrado e o Sul do Brasil apresentam o melhor potencial produtivo. Para fins de pesquisa, a Embrapa Trigo divide essas regiões em três grandes áreas.
A Região Sul é composta por Rio Grande do Sul, Santa Catarina e sul do Paraná. A Região Centro-Sul representa as demais regiões do Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo. E a Região Centro-Brasileira é formada por Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, Mato Grosso e Bahia.
E qual é a média produtiva de cada região?

Na Região Sul, que possui excesso de chuva, os cultivares chegam a 7 t/ha, de acordo com a entidade.
Já nas áreas de Cerrado, a irrigação do solo pode interferir na produtividade. Em áreas com solo irrigado, o potencial das cultivares de trigo atinge de 8 t/ha a 9 t/ha, enquanto em regime de sequeiro a produtividade é inferior, com 3 t/ha a 4 t/ha.
Por que existe essa diferença?

Essas regiões apresentam diferentes características climáticas e de solo. As regiões Sul e Centro-Sul possuem excesso de chuva e solos ácidos, o que contribui para os resultados do plantio tritícola. Algumas áreas, com menos chuva e solos com ou sem acidez, também podem atingir desenvolvimento do trigo satisfatório. Já a Região Centro-Brasileira, que convive com o estresse hídrico e térmico, exige alguns cuidados específicos para atingir números positivos na colheita.
Como potencializar a produção?
O produtor pode acrescentar o uso de soluções naturais para o solo, à base de aminoácidos, para reduzir os estresses ambientais. A Linha Solo, da Alltech Crop Science, contribui para melhores resultados produtivos. O beneficiamento ocorre por meio do estímulo natural e espontâneo do desenvolvimento radicular, além do favorecimento ao crescimento uniforme e equilibrado da planta.