Skip to main content

Tendências no consumo de frango é tema de palestra de especialista britânico no Brasil

Debate é essencial para que o país mantenha-se competitivo como maior exportador de carne de frango no mundo

 

Projeções da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) mostram que a demanda de carne de frango pode ultrapassar 180 milhões de toneladas até 2050. Entre estes consumidores, destaca-se a União Europeia, que tem o Brasil como forte fornecedor da proteína. Devido a sua importância, as produções avícolas brasileira e global devem estar atentas à mudança de hábitos da região, atendendo às altas exigências deste mercado.

 

Para o gerente nacional de avicultura da Alltech do Brasil, Felipe Fagundes, este ponto é essencial para que o país mantenha-se competitivo, como maior exportador de carne de frango do mundo. “A União Europeia é um player importante no posicionamento do produto brasileiro no mercado internacional. Algumas tendências são a retirada de antibióticos, produtos com mais valor agregado e mercado de orgânicos”, explica.

 

No Reino Unido, por exemplo, em que 49% da proteína consumida é de frango – segundo dados do Departamento de Agricultura da nação -, existe, desde 2000, a atuação da Red Tractor, organização sem fins lucrativos que promove e regula a qualidade dos alimentos na Inglaterra, Irlanda do Norte e País de Gales. De acordo com o consultor da Alltech e diretor do setor avícola da Red Tractor, Philip Wilkinson, o selo da organização é reconhecido por mais de 19 milhões de clientes nessas regiões. Para receber a certificação, as empresas necessitam manter um padrão ético de produção garantindo que a proteína seja de qualidade, segura, rica em nutrientes e saborosa.

 

Pensando nesse contexto britânico e nas demandas do consumidor europeu, as mudanças de comportamento serão tema da palestra de Wilkinson nesta quarta-feira (28), às 9h, durante o Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura (SIAVS), que acontece de 27 a 29 de agosto, no Anhembi Parque, São Paulo (SP). Durante a programação, o especialista também participará de reuniões com lideranças e empresários do setor no estande da Alltech, além de estar disponível para esclarecimento de dúvidas do público.

 

“O debate trará, princialmente, tendências do mercado consumidor do ponto de vista da Europa, que é bastante importante para o Brasil. Lembrando que o bloco é um dos principais destinos da carne de frango que produzimos e possui espaço para comercialização de produtos de alto valor agregado. Precisamos entender o que o consumidor europeu está valorizando e quais aspectos ele considera importante na qualidade do produto final”, complementa Fagundes.