Skip to main content

Você sabe o que torna uma ração pet completa e balanceada?

Cão se alimentando

A ração dos seus animais de estimação deve ser formulada especificamente para suas exigências nutricionais

Grande parte das rações comercializadas são formuladas para serem “completas e balanceadas”, “100% completas” ou “cientificamente balanceadas”. Todas essas frases significam a mesma coisa: a ração foi formulada para atender as exigências nutricionais dos animais.

Esse padrão apresenta níveis mínimos e máximos de nutrientes, dependendo do que o animal de estimação exija naquele estágio de vida. Estas informações estão presentes no rótulo do pacote da ração. Porém, pesquisadores distinguiram quais nutrientes são essenciais e não-essenciais para cães e gatos.

Essencial x Não-Essencial

Os nutrientes considerados essenciais variam entre 42 e 48, dependendo se estamos olhando para filhotes ou animais senis. Estes elementos precisam ser fornecidos diariamente pela ração e são essenciais para o bom desenvolvimento dos animais. Eles são adicionados a partir dos ingredientes e suplementos (vitaminas e minerais) que fazem parte das rações e devem estar listados no rótulo em ordem decrescente da quantidade de inclusão – normalmente encontrado no verso ou na lateral do pacote de ração.

Já os não-essenciais são aqueles que o organismo do animal consegue produzir ou não são de ingestão diária obrigatória.

Raça e idade são importantes

Para que a ração seja completa e balanceada, ela deve ter o nível mínimo de nutrientes que são requeridos pelo estágio de vida do animal no momento em que está sendo alimentado. Cada estágio de vida apresenta pequenas mudanças ou nutrientes adicionais, como, por exemplo, um filhote necessita um nível mais alto de proteínas e energia – portanto, o nível de gordura do alimento é mais alto, garantindo um crescimento adequado.

Alguns minerais, como o cálcio e o fósforo, são necessários por auxiliarem na formação de ossos fortes, mas podem causar problemas estruturais em animais de grande porte, se fornecidos em excesso. Da mesma forma, filhotes de gato precisam de mais proteínas do que os cachorros e também níveis diferentes de vitaminas e minerais quando comparados a um gato adulto.

Também é preciso que níveis adequados de proteína bruta sejam disponibilizados para o animal, com quantidades mais altas em períodos de reprodução, lactação e crescimento. A proteína é composta por aminoácidos, os quais são componentes de tecidos, hormônios e outras funções metabólicas do corpo, por isso ela deve ser suprida diariamente.

A gordura é outro nutriente essencial listado como proteína bruta, fornecendo ômega-3 e ômega-6 ao animal. Vitaminas e minerais precisam ser fortificados para não serem perdidos por causa do processamento das rações. Em rações premium e super-premium, usualmente são incluídos minerais orgânicos proteinados devido à sua biodisponibilidade mais alta, e a recentes pesquisas que comprovam a eficácia dos mesmos quanto à nutrição e ao bem-estar de cães e gatos.

Assim como o alimento dos humanos, os animais precisam de fibras e carboidratos em suas dietas. A fibra desempenha um papel importante em ajudar os animais de estimação a controlar a taxa de passagem de seus alimentos no trato digestivo. Com os gatos, ele ajuda a limitar as formações de bolas de pelo.

Portanto, ao escolher a ração para seus animais de estimação, verifique esses rótulos para garantir que a comida do seu pet seja verdadeiramente completa e equilibrada.


Dúvidas ou comentários? Entre em contato conosco: